A Quarta do Wear

Eu e o Moto 360

Quem me acompanha nas redes sociais já sabe de minha saga para comprar um Moto 360! E você pensa que eu queria comprar ele só para dizer que tenho um? É, tudo bem, admito que foi por isso também. 🙂 Mas como bom desenvolvedor nerd e sempre fã das tecnologias do Google, eu queria programar nessa plataforma e não tem motivação maior e melhor do que ter um dispositivo em mãos, certo? Claro que sim!

O que eu acho dos Wearables?

Os Wearables são, em minha humilde opinião, um caminho sem volta. Muita gente criticou os smartphones e/ou tablets, alegando que eram uma moda passageira. Como todo mundo viu, quebraram a cara feio. Vejo muita gente criticando os smartwatches, com alegações do tipo “sem utilidade”, “desnecessário”, “funcionalidades bobas”, “só pra tirar onda”… e vão quebrar a cara da mesma maneira. O mais engraçado é que algumas desses críticos já usaram ou usam um relógio cuja única funcionalidade é mostrar as horas. haha! 😛

Eu admito que nunca usei relógios de pulso e o motivo era bem simples: depois dos smartphones, passei a encarar os relógios como apenas um acessório estético. A partir dos smartwatches, entretanto, isso tende a mudar, pois agora não é apenas uma questão de olhar as horas. Os smartwatches lhe trazem informações relevantes, contextualizadas e de forma extremamente prática, sem necessidade de puxar um celular do bolso.

Vamos Desenvolver?

Bom, mas porque cargas d’água eu fiz esse post cheio de blá blá blá? É para convidar você, caro amigo desenvolvedor que reside em Salvador e RMS, para estudar o desenvolvimento de aplicativos para Android Wear junto comigo. No dia 26 de novembro de 2014 estaremos eu e Wilson no Salvador Shopping no bar Chalezinho, às 19:00, esperando por você. Vamos conversar um pouco sobre essa plataforma, instalar o ambiente de desenvolvimento, compartilhar ideias de aplicativos e, quem sabe, já iniciar a desenvolver alguma coisa?

Eu e Wilson já estamos com um Moto 360 em mãos e levaremos para lá. Aos curiosos, podem ir lá dar uma sacada e conversar junto com a gente. Não será nada formal. Ao contrário, será totalmente informal. Sem planejamento. Vamos sentar na mesa, bater um papo e trocar ideias! Estão todos convidados para o primeiro Quarta do Wear, que será contínuo! Espero vocês lá! Não perdaum!