RESTful APIs com Dart

RESTful APIs com Dart

Já ouviu falar de Dart? É uma linguagem bem bacana, embora ainda ache ela um pouco “verbose”, criada pelo Google. A linguagem lembra um pouco Java, mas adiciona features que são extremamente interessantes e que facilitam substancialmente nossa vida. Alguns desenvolvedores torcem o nariz para Dart por sua semelhança com Java e Javascript, outros a adoram, exatamente por ter essa semelhança mas incluir features que o Java carece. Qual meu lado? Eu acho Dart massa! Principalmente por eu ter programado em Java por tantos anos. Entretanto, Ruby ainda é minha linguagem favorita! Imbatível! 🙂 Mas, eu não vim aqui para exaltar nem Java, nem Ruby e nem Dart. Eu estou escrevendo esse post para tratar sobre três frameworks escritos em Dart que podem facilitar a vida de quem deseja criar uma API RESTful usando essa linguagem. Algumas das vantagens de criar uma API com Dart…
Continuar Lendo

APIs RESTful com Grape – Parte 3

APIs RESTful com Grape – Parte 3

Este é mais um post da série APIs RESTful com Grape, o terceiro da série. No primeiro post, mostramos como montar seu ambiente e como estruturar seu projeto. Além disso, montamos uma API simples cujo o objetivo é prover dados sobre cervejas. Até aqui, temos apenas uma API funcional e provendo uma lista de tipos de cervejas. Adiante, já no segundo post, vimos como usar o gem grape-entity para evitar expor nossos Models através da API. Continuando essa série, vamos agora implementar os métodos POST, PUT, DELETE e GET(id) para criar, atualizar, remover e obter uma cerveja e um tipo de cerveja específico. Por debaixo dos panos, também estaremos usando o DataMapper para realizar a persistência dos dados. Relembrando, pela terceira vez, este projeto está no Github. Sugiro que você baixe-o e utilize esta série de posts apenas como guia para…
Continuar Lendo

APIs RESTful com Grape – Parte 2

APIs RESTful com Grape – Parte 2

Após um longo, longo, longo período, aqui estou eu de novo para fazer a segunda parte da série de artigos sobre a construção de APIs RESTful com Grape. Sem muita enrolação, vamos direto ao ponto! Relembrando, todo o código fonte está no Github. app/api/v*/base.rb No artigo anterior, eu não mostrei como fica o código dos arquivos base.rb que estão nos diretórios de cada versão de nossa API. Vou começar mostrando eles aqui, até mesmo porque, na versão anterior que está no Github, havia um pequeno problema: eu não tinha definido o formato padrão a ser usado para representar os recursos retornados por nossa API. Abaixo, temos o arquivo app/api/v1/base.rb. Não mostraremos o arquivo da versão 2, pois é idêntico a este. require ‘api/v1/cervejas’ require ‘api/v1/tipos’ require ‘models/model’ require ‘api/v1/entities/entity’ module API module V1 class Base < Grape::API version ‘v1’, :using =>…
Continuar Lendo

Eventioz Gem: API Wrapper para Ruby

Eventioz Gem: API Wrapper para Ruby

Nasceu. Meu primeiro Gem para Ruby debutou no mundo. E sua concepção partiu de uma necessidade muito simples: eu precisava obter informações sobre os ingressos vendidos por um evento dentro da plataforma do Eventioz. Quer saber porque eu preciso obter essa informação? Por enquanto, é segredo! Mas em breve você saberá! Voltando ao Gem, trata-se de um simples wrapper, escrito em Ruby, que tenta facilitar a vida de quem quer acessar a API do Eventioz. Infelizmente, após uma rápida pesquisa no Github e Google, não encontrei uma alma santa que tenha feito este trabalho. Restou para mim, então! O único porém, até o momento, é que ainda não fiz os testes. É, eu sei. Isso é feio e tal. Mas dá um desconto, vai. Eu fiz com pressa. Oi? É verdade, isso não é desculpa. Vamos mudar de assunto? O…
Continuar Lendo

A Quarta do Wear

A Quarta do Wear

Eu e o Moto 360 Quem me acompanha nas redes sociais já sabe de minha saga para comprar um Moto 360! E você pensa que eu queria comprar ele só para dizer que tenho um? É, tudo bem, admito que foi por isso também. 🙂 Mas como bom desenvolvedor nerd e sempre fã das tecnologias do Google, eu queria programar nessa plataforma e não tem motivação maior e melhor do que ter um dispositivo em mãos, certo? Claro que sim! O que eu acho dos Wearables? Os Wearables são, em minha humilde opinião, um caminho sem volta. Muita gente criticou os smartphones e/ou tablets, alegando que eram uma moda passageira. Como todo mundo viu, quebraram a cara feio. Vejo muita gente criticando os smartwatches, com alegações do tipo “sem utilidade”, “desnecessário”, “funcionalidades bobas”, “só pra tirar onda”… e vão quebrar a cara…
Continuar Lendo

API RESTful

API RESTful

A onda de desenvolvimento de APIs está com força total, já observou? O assunto está em alta e muita gente está tentando entender o que é uma API, como desenvolver uma, quais as melhores práticas, qual a melhor linguagem, qual o melhor framework… Mas, por que APIs está tão em alta assim? Em minha humilde opinião, dois fatores são muito importantes para isso. O primeiro motivo são os dispositivos móveis, que ganharam uma força tremenda e praticamente todo sistema, por mais simples que seja, precisa ter uma versão mobile. Neste cenário, é óbvio que não vamos construir um sistema “auto-contido” no dispositivo móvel. Todo bom desenvolvedor mobile sabe que esse tipo de aplicativo é apenas uma “casca”, uma interface para um sistema que está rodando em um backend, provavelmente na nuvem. O aplicativo móvel, então, se comunica com esse backend através de…
Continuar Lendo

Google Plus na Java Magazine

Google Plus na Java Magazine

É com muita satisfação que publico mais um artigo na Java Magazine! 🙂 E o artigo da vez foi sobre a API do Google+ e foi publicado na edição 132 da revista! Nesse artigo, fiz uma breve introdução de como você pode usar a API deles para integrar essa rede social no seu aplicativo. É assinante? Acessa lá e deixa seu comentário caso tenha alguma dúvida!
Continuar Lendo

Comunidades de Desenvolvedores

Comunidades de Desenvolvedores

“Tem tanta tecnologia, não sei o que estudar!”. Eu já ouvi essa frase um montão de vezes e vinda quase sempre de estudantes de computação que estão preocupados com a enxurrada de siglas e possibilidades que existem na nossa área. Enquanto estamos cursando a faculdade, já estamos também nos preocupando em como vamos nos inserir neste mercado. Estudo Java para conseguir um emprego legal? Será que Ruby tem mercado? Será que é importante eu aprender como usar a Nuvem da Amazon? Por que não Python? Android ou iOS? Infelizmente, em minha humilde opinião, esse cenário é agravado ainda mais pelo nosso modelo de ensino vigente, que nos impõe a escolha de uma profissão exatamente no momento de nossas vidas em que temos mais dúvidas! Já foi difícil escolher em qual faculdade entrar e, agora que escolhi computação e desenvolvimento, você ainda me diz que…
Continuar Lendo

APIs RESTful com Grape – Parte 1

APIs RESTful com Grape – Parte 1

Não é novidade para ninguém qual é a minha linguagem de programação favorita ultimamente. Ruby, oras! Provavelmente, também não é mais novidade para ninguém que venho focado em um único assunto: desenvolvimento de APIs RESTful. Inclusive, fazendo palestras aqui em Salvador. Então, como juntar esses dois mundos (Ruby + APIs)? A resposta é Grape! Um framework espetacular, que provê uma DSL muito simples e que facilita brutalmente a vida dos desenvolvedores de APIs. Entretanto, percebi um probleminha! Não encontrei um tutorial sequer na Internet, sobre esse assunto, escrito em português ou espanhol. Péssimo! Portanto, meu objetivo aqui é escrever uma série de publicações sobre como instalar, configurar e usar o Grape para criar suas APIs. Primeiro, será um post em português, depois, me arriscarei a escrever em espanhol também. Será duplamente útil, porque terei a oportunidade de por em prática…
Continuar Lendo

Rundown on Grape Related Articles

Rundown on Grape Related Articles

My journey on API development started last year when I had to develop an API for a startup that I was involved with. Since then I’ve been intensively studying it through reading lots of articles and books. I built my first API using Java, even though it’s not my favorite language. To be honest, these days I’ve been shying away from projects where Java is the main language, however it was a great experience because I was able to learn lots of good practices for creating RESTful APIs. And what’s my favorite language? If you’re following me on Twitter, you know that it’s Ruby. It was about three years ago when I was first introduced to Ruby, and since then I’ve been using it for most of my projects. Why Ruby? Because it’s the most elegant and beautiful language ever…
Continuar Lendo

×