“Getting Things Done” na Prática

Comumente conhecido por GTD, o conjunto de práticas sugeridas por David Allen tem bastantes adeptos. Tive meu primeiro contato com esta sigla no blog Efetividade.net, do Augusto, também mantenedor do BR-Linux. Já faz algum tempo que tento adotar alguma prática que facilite minha vida quando o assunto são “coisas a fazer”. Normalmente penso em muitas coisas, imagino muitos projetos “legais” que posso fazer, como um software que faz isso e aquilo, ou estudar mais isso e aquilo outro.

Nesta época, pensei: “Vou comprar um Palm. Será a solução para os meus problemas!”. Puro engano. O simples fato de possuir uma ferramenta de alta tecnologia não alivia o stress diário de ter que trabalhar com muitas informações. O que aconteceu? Meu Palm Tungsten E ficou cheio de poeira.

Inicialmente depositei toda a culpa pelo fato de o Palm não estar sendo eficiente como ferramenta de organização devido à dificuldade de transporte: vendi o Tungsten E e comprei um Treo 680. Agora sim? Que nada. Agora eu tinha um super telefone cheio de funcionalidades que apenas servia para atender telefonemas.

É fato. Eu estou precisando é de técnicas, ferramentas e muita vontade. O GTD está sendo minha primeira tentativa neste sentido. Comprei o livro. Gostei.