TV ou Projetor? Qual vale mais a pena?

Eu não poderia deixar de tratar sobre este assunto, agora que comprei um projetor. Relembrando, comprei o projetor Optoma Game Time 720. A resposta a esta pergunta não é exata, tem vários “dependes”. Mas, pra mim, a questão não é simplesmente se você vai botar uma TV LED/LCD/Plasma na sala ou se vai botar um projetor. Comprar um projetor significa que você precisa se preocupar com outros detalhes que não se preocuparia tendo apenas uma TV. Para mim, a pergunta que você deveria se fazer é se quer um ambiente/sala/quarto especial para assistir seus filmes ou não.

Um projetor não substitui sua TV da sala, principalmente, se sua sala não tem os requisitos necessários para ter um equipamento deste tipo. A TV da sala está lá para sua esposa assistir novela (não é machismo, juro hehe!) e seu filho TV Globinho. E também, como é o meu caso, quando sua esposa liga a TV só por ligar, pra ficar ouvindo o que falam enquanto ela está lendo uma revista. 🙂 Tenho certeza que você não quer gastar uma grana em um projetor para situações como esta. Portanto, repito: a pergunta que você deveria se fazer é se quer um ambiente/sala/quarto especial para assistir seus filmes ou não.

Se você respondeu sim para a pergunta acima, então pode começar a pensar se deve comprar um troço desses. Mas, aí, pode ficar na dúvida se compra uma TV LED de 70″ no lugar, pois não tem ideia em relação à qualidade da imagem e por aí vai. Lembre-se também que o principal contra de um projetor é a questão da luminosidade. Se você não tem um lugar com baixa luminosidade, certamente vai achar um projetor algo ruim. Presta atenção nisto: se você não tem um ambiente propício para projeção, nem perca tempo. Um projetor será inútil pra você. E sua sala de visitas provavelmente não é o melhor lugar para um projetor, em minha humilde opinião.

Você deve analisar também o custo/benefício. Se você tem um ambiente propício para projeção, porque iria investir em uma TV? É do conhecimento de todo mundo que com um projetor você consegue uma tela muito maior do que a tela de uma TV. Uma TV de 120″ é inviável. Se é que existe uma comercialmente atrativa. Mas, digamos, que você esteja pensando em colocar uma TV de 70″ no lugar do projetor. Aí vou recorrer a algumas perguntas que já me fizeram:

1. A imagem é boa?

Saiba que a qualidade da imagem de um projetor Full HD é simplesmente excelente. Ao olho nu, parece perfeita. Não posso afirmar que é melhor ou igual a de uma TV Full HD. Mas posso garantir que você não vai achar tanta diferença assim. A projeção, quando feita em condições ideais (como em uma tela própria) e com um projetor de qualidade, é praticamente um cinema. Portanto, neste aspecto, não se preocupe, pois você não vai ver uma imagem distorcida, “pixelizada” ou coisas do tipo.

2. A tela fica gigante mesmo? Perde qualidade quando aumenta o tamanho?

A especificação do GT720 diz que pode projetar uma tela de até 300″. Isto depende de fabricante para fabricante. Quanto custa uma TV Full HD de 300″? Não precisa ir tão distante. Uma TV de 70″ custa mais de 10.000 reais. Um projetor GT720 custa 800 dólares. O meu, eu comprei aqui no Brasil por 2.200 reais. E tela maior não significa perda de qualidade da imagem.

3. A manutenção é mais cara que de uma TV?

A lâmpada de um projetor um dia queima. Ela tem um tempo de vida, todos sabem disso. O meu, por exemplo, diz ter entre 3000 e 5000 horas. No meu primeiro mês de uso, gastei 100 horas. E olha que usei pra tudo. Até pra assistir Jornal Nacional. 🙂 Depois, passei a usar só para filmes, futebol e jogar PS3. Programas mais “comuns”, eu vejo na TV LED 42″ da sala. Portanto, provavelmente, seu projetor vai precisar de uma troca de lâmpada antes que sua TV precise de um reparo.

Minha TV de Plasma 50″ da Samsung durou cerca de 5 anos sem apresentar qualquer problema. Só agora que pifou. Com metade disto, provavelmente, já precisarei trocar a lâmpada. E quanto custa uma? Cerca de 160 dólares. Aqui no Brasil a negada mete a faca: 600 reais. Neste caso, se você será um “heavy user” do projetor, a ideia é já ter uma lâmpada extra. Enfim, acredito que o custo de manutenção de um projetor é maior.

4. Basta comprar o projetor e pronto?

Aqui é a principal questão. Ter apenas o projetor não é tudo. Precisamos ser sinceros, quando você pensa em investir em uma belezura dessas, acabam vindo outros custos. O custo da lâmpada que comentei acima é um deles. Depois, convenhamos, projetar na parede não é a melhor opção, a não ser que você tenha usado uma tinta boa dessas aí. Dizem que a Coral tem uma tinta que é excelente para projeção. Se é verdade? Não sei. Caso não, vem outro custo: a tela. E uma tela, por incrível que pareça, não é barato.

Pensei primeiro em uma tela motorizada, mas me assustei com o preço médio: 1500 reais. Parti para uma tensionada, manual e  com tecido de alto contraste. Já caiu para abaixo dos 1.000,00 reais, mas ainda assim achei caro. Depois, nem todo projetor tem um esquema de áudio embutido. O GT720 tem, embora seja super fraco. Aí, já vem um home theater também. Brincando, brincando, aí você já chegou na casa dos 6.000,00 reais ou mais. As vezes, bem mais.

Mais coisas para se preocupar…

Uma TV também é fácil de instalar. Um projetor requer mais esforço. Provavelmente, você vai querer esse projetor fixado no teto, para liberar espaço no chão. Se tiver uma estante que possa ser usada, ótimo, mas na maioria dos casos, não tem. E tem que fixar a tela na parede também. Aí, lembre-se dos fios que devem chegar até o projetor grudado no teto. Certamente, você vai precisar de uns tubos pra esconder eles, senão fica feio. Sem contar que agora seu cabo HDMI não é mais de 2 metros, mas de 10 ou 15 metros. E é bom ter um ponto de energia próximo ao projetor. E o projetor também gera um calor imenso, por causa da lâmpada. Em dias de verão, em Salvador, você vai acabar pensando em comprar um ar-condicionado Split. 🙂

A Conclusão Inconclusa!

Espero que você já tenha entendido pelo menos uma coisa: o projetor não é para substituir sua TV convencional, onde sua mulher assiste novela e seu filho vê TV Globinho. Entendeu? Ótimo. Não substitui. Pra mim, são dois usos distintos. A questão aqui é se, uma vez que você tem uma sala perfeita para ver filmes e jogar, é melhor investir numa tela de 70″ ou em um projetor. Uma tela LED de 60″ está na faixa de 6.000 para 7.000 reais. É mais ou menos o que gastarei para ter o projetor+home theater+tela. Só me falta o home theater.

Neste caso, eu sugiro um projetor. A qualidade da imagem é excelente e com um ambiente propício, com tudo escuro, um frigobar do lado cheio de cerveja e uns videogames ao alcance das mãos, eu lhe garanto que vai ser difícil lhe tirarem de dentro deste quarto. É simplesmente espetacular! E quando você chama uma galera pra assistir uma partida de futebol ou filme, todos ficam impressionados. 😛 Agora, de fato, não se trata de um projeto para quem não tem “bala na agulha”. Vocês entendem o que eu quero dizer!

Mas, você está disposto a arcar com estes custos extras que citei? Está com coragem para fazer essas adaptações? Se sim, vai fundo!

Quarto de Jogos

Eu tenho tuitado bastante sobre isso, mas faltava um post descrevendo essa façanha. Tudo começou quando minha TV de Plasma 50″ pifou. Já tinha um tempo que eu imaginava comprar um projetor. Só me faltava aquela desculpa pra eu fazer essa loucura. E a TV pifar foi a desculpa perfeita. Agora eu podia comprar meu projetor sem dor na consciência. Mas o projetor era apenas um passo em direção à loucura. O abismo era mais profundo. A ideia sempre foi criar um quarto de jogos sinistro, com projetor, videogames, home theater, decoração à caráter e por aí vai. E eu já comecei a fazer isso. Vou descrever pra vocês como anda o processo.

Em primeiro lugar, o projetor. Busquei diversos modelos e, sem querer, eu sempre caía nos modelos da Optoma. Logo quando pensei em comprar um projetor, eu tinha mirado o HD66. Já tinha visto alguns vídeos no Youtube e ele parecia a escolha perfeita. Mas, aí, li sobre um tal de Game Time 720. Ou simplesmente GT 720 para os mais íntimos. Não vou mentir que esse Game Time no nome me chamou logo a atenção. Esses marqueteiros são foda! Acabei me decidindo pelo GT720, caso conseguisse um com preço bom. Enfim, ele foi feito pra games e eu certamente iria usar o projetor mais para o PS3 do que para filmes.

Mas a questão é que esse projetor não vende no Brasil. Logo, eu tinha que encomendar dos Isteitis. Sem nenhuma pretensão, eu pesquisei antes no Mercado Livre. Para meu espanto, espasmos, trimiliques, calafrios e alegria absoluta, tinha um maluco de SALVADOR vendendo a um preço simplesmente EXCELENTE: aproximadamente uns R$ 2.200,00 (mais uns quebrados que não lembro). Estava bom demais para ser verdade. Mas a verdade é que seria mais melhor de bom ainda. Ao ligar pro dito cujo dono do projetor, ouço uma voz familiar falando: “Porra, sabia que era você, Marlon”. Entenda, o cara é meu colega de trabalho. Estava a 50 metros de mim. No dia seguinte eu já estava com o projetor em casa.

Inicialmente, comecei projetando em uma parede branca. O resultado foi excelente. Enfim, vi um projetor Full HD em ação e não me decepcionei. Quer saber sobre esse projetor? Se liga nesse link aqui ó http://www.aboutprojectors.com/Optoma-GT720-projector.html. Um aspecto bem legal dele é que mesmo em curtas distâncias, ele projeta muito bem. De cerca de dois metros, consegui uma imagem sinistramente boa. E gigante.

O próximo passo foi comprar uma tela. O problema é que nesta parede aí, as pessoas ficam muito próximas e cansa assistir muito próximo. O quarto também ficava feio com essa arrumação. A questão era colocar em outra parede. Mas nessa parede tem uma porta e aí só com uma tela. Mais uma vez pesquisas e mais pesquisas sobre onde comprar. O mesmo colega que me vendeu o projetor me indicou a Telas Tech. Fiz o seguinte pedido pra eles: tela de 120″, tensionada e com tecido de alto contraste.

Não cometam o mesmo erro que eu. Uma tela de 120″ tem aproximadamente 2.45m de largura. Minha parede tem 2.80m. Imaginei que iria caber sem stress. Só que o jumento aqui esqueceu que tem o estojo onde o projetor fica dentro (quando está enrolado). E o estojo tinha 2.78m! A tela coube por míseros 2cm. Foi por pouco.

Viu aí na foto? Olha a parte de cima. E aquela porta atrás da tela está trancada e dificilmente abrimos ela. O que era bom, ficou ótimo. A projeção na tela é ainda melhor. As cores ficam mais vivas e o contraste também. Enfim, a parede tem tinta que não é boa para refletir a luz. Essa tela é feita especialmente para isso. Ah! E essa tela é cara pra caramba. Nem lhe conto o preço, deixa quieto. 🙂 Não tão cara quanto uma tela motorizada. Acho um absurdo uma tela, só por ter um motor, custar 2.000 reais. Minha tela não passou da casa dos 1.000. Para finalizar essa primeira parte, dá uma sacada nesse vídeo aí embaixo.

Outra coisa que me perguntam é sobre a vida útil da lâmpada. Este projetor diz ter entre 3000 e 5000 horas, dependendo do brilho usado. Eu tenho usado um brilho médio. Assim, acredito que chegarei a umas 4000 horas, mais ou menos. No meu primeiro mês de uso, gastei 100 horas. Repare, usei INTENSAMENTE o projetor. Enfim, é o primeiro mês de uso e a empolgação estava em alta. Assisti até Jornal Nacional e TV Globinho nele. Fazendo uma conta bem idiota, devo gastar cerca de 1200 horas por ano. Enfim, é provável que eu use ele por aproximadamente 3 anos. É tempo pacas. Mas, já estou pensando em comprar uma lâmpada reserva. Aí, vem outro problema. Achar onde comprar. Aqui, pra variar, a negada quer cerca de 600 reais. Lá fora, está por cerca de 160 dólares. O jeito será pedir pelo eBay.

Os próximos passos? Bem, ainda preciso comprar: home theater wifi, sofá de três lugares, cadeira gamer Boomchair Stealth, decorações diversas, Xbox 360, suporte de teto para o projetor e consertar a TV de 50″ pra colocar em uma parede alternativa! 😛